Açoriano Oriental
Atualidade
  • Prorrogado prazo para apresentação de informações à Comissão Europeia sobre os auxílios de Estado à SATA
     
    A Comissão Europeia aceitou, na quinta-feira, prorrogar por um mês o prazo para a apresentação das informações e comentários que tinha solicitado, no âmbito do processo de auxílio de emergência ao Grupo SATA.

  • “Turismo interno nunca seria, só por si, uma solução para ilhas com maior oferta”
     
    Rodrigo Rodrigues, presidente da Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, defende a continuidade do lay-off simplificado para as empresas do setor do turismo e a conversão de apoios reembolsáveis e empréstimos bancários em apoios a fundo perdido por parte do governo regional como formas de salvar um ano que classifica como um “desastre empresarial”.
    “Turismo interno nunca seria, só por si, uma solução para ilhas com maior oferta”

  • Depressão Paulette provoca “agravamento” do tempo nos Açores nas “próximas horas”
     
    A depressão Paulette encontrava-se ao início da tarde desta sexta-feira a 300 km da ilha das Flores, prevendo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) “um agravamento do estado do tempo” nos grupos ocidental e central dos Açores.
    Depressão Paulette provoca “agravamento” do tempo nos Açores nas “próximas horas”

  • Vasco Cordeiro diz que seria "incompreensível" se POSEI fosse menor no quadro 2021-2027
     
    O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, definiu como "incompreensível" uma eventual redução do programa de apoio comunitário à agricultura da região, lembrando o compromisso do anterior comissário europeu da pasta sobre a matéria.
    Vasco Cordeiro diz que seria "incompreensível" se POSEI fosse menor no quadro 2021-2027
PUB
PUB
 
PUB
PUB
Edição Impressa
sábado Nº 20936
19 de Setembro de 2020
AO@@20200919.pdf
mais lidas
Hoje
semana
mês
Regional Ver Mais
Reportagem
  • Covid-19 chegou aos Açores há seis meses
    premium
    Covid-19 chegou aos Açores há seis meses
     
    As escolas fecharam, as pessoas ficaram confinadas a casa, as empresas encerraram ou puseram os trabalhadores em teletrabalho, morreram pessoas, na rua anda-se de máscara e já ninguém se beija ou abraça. Tudo isto aconteceu em seis meses, e a razão foi a pandemia de Covid-19.
Negócios com Marca Açores Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açores TSF Ver Mais
Desporto Ver Mais
Nacional Ver Mais
Opiniões Ver Mais
Internacional Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.